Notícias 04 maio, 22

Evento trouxe esclarecimentos sobre a importância social do programa “Trabalhando Juntos”

Audiência pública debate oportunidades de aprendizagem a menores

A aprendizagem profissional é um caminho importante para que jovens em situação de vulnerabilidade social tenham oportunidades de inserção no mundo do trabalho, com dignidade e a possibilidade de crescimento pessoal na sociedade.

Com o objetivo de ampliar o debate sobre o assunto, integrando empresas, segmentos organizados da sociedade civil e instituições do poder público, o Ministério Público de Santa Catarina promoveu uma audiência pública nesta quarta-feira (4), no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul. O encontro envolveu a parceria da ACIJS, CDL, CIEE/SC e outras entidades, em torno do Programa de Iniciação Profissional “Trabalhando Juntos”.

Confira na galeria de fotos alguns dos momentos da audiência pública:

Marcelo Goss Neves, procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina, ressaltou a importância da audiência pública como uma das ações desenvolvidas pelo Fórum Catarinense de Erradicação do Trabalho Infantil e do Fórum Catarinense de Aprendizagem Profissional.

Segundo ele, o Ministério Público busca sensibilizar e estimular empresários de Jaraguá do Sul e região, através do programa “Trabalhando Juntos”, para o reconhecimento da Lei Federal 10.097/2000, conhecida como Lei da Aprendizagem, e da inserção juvenil no mundo do trabalho, por meio do cumprimento de cota de aprendizagem, dando oportunidade a transformação social de jovens com algum tipo de vulnerabilidade social e cumprindo alguma medida sócio educativa.

O procurador-chefe destacou que não se trata somente de uma oportunidade de trabalho, mas de uma possibilidade real para que estes jovens possam iniciar um processo de educação profissional, com isso a oportunidade de transformarem suas vidas. “A aprendizagem profissional é o grande instrumento para a inclusão destes jovens que precisam de uma chance. São jovens que precisam de uma ajuda externa, do Ministério Público, do Estado, da família e da comunidade”, alertou.

Maria Cristina Pereira Cavalcanti Ribeiro, da 7ª Promotoria de Justiça da Comarca de Jaraguá do Sul e Luciana Xavier Sans de Carvalho, auditora fiscal do Trabalho e coordenadora do Projeto de Aprendizagem e de Inclusão de Pessoas com Deficiência e de Combate ao Trabalho Infantil do MPSC, também enalteceram a urgência de mais engajamento da sociedade sobre o assunto

Conforme os organizadores, Jaraguá do Sul foi o município escolhido por ter uma atuação forte das instituições parceiras em torno da questão.

Santa Catarina, apontaram os representantes do Ministério Público, é um dos estados com mais avanços na oferta de oportunidades a jovens de acordo com a Lei da Aprendizagem e no cumprimento à lei de cotas. Mesmo assim, é preciso avançar no debate, uma vez que o município conta com mais de 570 vagas ociosas de aprendizagem, que devem ser preenchidas por adolescentes e jovens aprendizes. Na região, são mais de 40 mil jovens com idade entre 14 e 24 anos, que podem ser aprendizes.

A intenção com a contratação desses adolescentes e jovens em situação de carência é que haja cada vez mais a inclusão deles na sociedade, assegurando aos menores uma perspectiva de crescimento profissional, além de evitar a evasão escolar. Esta proposta é realizada em Jaraguá do Sul pela 7ª Promotoria de Justiça, que atua na área da Infância e Juventude.

De acordo com a lei, todo adolescente e jovem entre 14 e 24 anos que esteja matriculado e frequentado a escola ou que já tenha concluído o ensino médio, poder ser contratado como aprendiz por meio de modalidade de contrato de trabalho especial com prazo determinado e duração máxima de dois anos. “Ganha a empresa, por preparar o aprendiz para desempenhar atividades profissionais de acordo com seus valores organizacionais e formarem futuros líderes para atuarem na empresa após o término do contrato de aprendizagem e contratando aprendizes a empresa recebe incentivos tributários. E ganha a sociedade, pois a aprendizagem é uma poderosa política pública de inclusão social, de combate à evasão escolar e de erradicação do trabalho infantil”, destaca o MPSC.

A presidente da ACIJS e do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, Ana Clara Franzner Chiodini, reconheceu a importância de ampliar o debate sobre o assunto e disse que as entidades do setor produtivo estão engajadas com o assunto.

“O foco da entidade é aumentar esse processo de aprendizagem que as empresas possam também absorver essa mão de obra que hoje é escassa na cidade. Temos uma falta grande de mão de obra em diversos setores e diversos níveis e esses jovens são muito bem-vindos ao ambiente empresarial. Vemos neles uma grande oportunidade de desenvolvimento, entrando nas empresas e crescendo junto com elas”, destacou.

A presidente da Acijs ressaltou ainda que o Programa de Iniciação Profissional – Trabalhando Juntos tem a intenção de inserir os jovens em vulnerabilidade social nas empresas buscando oferecer mais oportunidades para eles. “Temos o objetivo de inserir eles no mercado de trabalho, melhorando a condição de vida e social desses jovens”, finalizou.

Reconhecimento

Como forma de reconhecimento a empresas e instituições que apoiam o programa, contratando jovens, foram conferidos certificados para CSM Máquinas e Equipamentos, APAE, Celesc Distribuidora, 12ª Região de Polícia Militar, Hospital Jaraguá, Cetenco Engenharia, Bold Participações, Menegotti Indústria Metalúrgica, Hospital São José, Roque Transportes, Oesa Comércio e Representações e Faculdade Estácio.



Confira as

Últimas notícias

Jaraguá busca suporte da Celesc à inovação

Objetivo do encontro foi alinhar as estratégias com foco na tecnologia e inovação à ações de infraestrutura sob responsabilidade do governo estadual

Núcleo do Voluntariado Corporativo ACIJS inicia campanha “Aqueça o coração”

Objetivo é incentivar a solidariedade ajudando na doação de agasalhos para quem precisa diante do frio

Cenário atual traz incertezas sobre as eleições, diz economista no Encontro Empresarial ACIJS

Evento marcou os 103 anos da Rede OCP de Comunicação

ACIJS avalia que novo aumento da Taxa Selic pode inibir investimentos

Entidades expõem preocupação com o novo ajuste anunciado pelo Comitê de Política Monetária

Empreendedores compartilham sucesso de programa de mentoria ACIJS

Encontro do Núcleo de Jovens Empreendedores deu oportunidade a troca de experiências e ganhos com programa de Mentoria

Audiência pública debate oportunidades de aprendizagem a menores

Evento trouxe esclarecimentos sobre a importância social do programa "Trabalhando Juntos"

Seminário evidencia iniciativas para tornar cidades mais inteligentes e sustentáveis

Evento mostrou a importância de qualificar projetos para tornar cidades mais saudáveis e com desenvolvimento sustentável

Núcleo de Voluntariado Corporativo lança campanha solidária de doação de lacres

Pontos de coleta na recepção do CEJAS e nas empresas nucleadas querem estimular participação da comunidade

Economista Roberto Padovani fala sobre cenário econômico e impactos na eleição, dia 10, na ACIJS

Evento é gratuito e aberto à comunidade, com inscrições pelo portal In Rede [www.acijs.com.br]

Presidente do Inmetro se reúne com lideranças, na ACIJS, e relata ações

Objetivo do encontro foi estreitar relacionamento da autarquia federal com o setor produtivo e apresentar estrutura do Inmetro

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar