Notícias 23 jun, 21

Encontro coordenado pela Secretaria de Planejamento e Urbanismo teve como propósito buscar soluções para diminuição dos acidentes de trânsito em Jaraguá do Sul

ACIJS integra esforços com o município por mais segurança no trânsito de Jaraguá do Sul

No dia 11 de junho, a ACIJS participou de reunião coordenada pela Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo com entidades locais para discutir alternativas no sentido de diminuir os índices de acidentes de trânsito em Jaraguá do Sul.

O vice-presidente para assuntos de Segurança, Luiz Carlos Buzzarello, representou a entidade no encontro, que contou ainda com as participações da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros Voluntários, Câmara de Vereadores, os hospitais Jaraguá e São José, e as secretarias municipais de Administração e de Saúde.

O secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, fez um relato sobre a situação no trânsito e explicou que os números de 2021 motivaram a reunião para buscar uma solução em conjunto. Segundo ele, a ação atende um pedido das polícias no sentido de que se busque alternativas para a redução dos indicadores de acidentes de trânsito no município, que atualmente conta com uma frota de mais de 126 mil veículos, com 300 veículos novos emplacados mensalmente, em média, e mais de 88 mil pessoas com habilitação.

As estatísticas das autoridades de trânsito mostram que de janeiro a abril deste ano foram registrados 616 acidentes de trânsito em Jaraguá do Sul, com 557 pessoas feridas, ou seja, 90% dos acidentes tiveram vítimas com algum tipo de ferimento.

No encontro foram destacados os principais indicadores de trânsito do município

Conforme o Hospital São José, que tem como uma de suas especializações o atendimento a vítimas de traumas ocasionados por acidentes de trânsito, em média pelo menos cinco pessoas são atendidas diariamente no Pronto Socorro nesta categoria, na maior parte dos casos condutores de motocicletas. Os dados mostram que, no ano passado, 1.266 vítimas de acidentes de trânsito deram entrada no pronto socorro do Hospital São José, sendo que 383 passaram por algum tipo de cirurgia e outros 333 necessitaram de internação em UTI, gerando um gasto aos cofres públicos de R$ 1,5 milhão. Em 2021, de janeiro até o começo de junho, foram 720 acidentados atendidos, com 201 cirurgias em função dos ferimentos e 131 vítimas de acidentes foram para as UTIs, e foram necessários R$ 675 mil para as despesas com estes pacientes.

Além dos custos do atendimento hospitalar, o secretário Eduardo Bertodti salienta outras implicações que trazem dispêndios de recursos materiais e de deslocamentos dos Bombeiros Voluntários e Polícia Militar, que segundo ele não entram nestas estatísticas.

De acordo com o coordenador do Instituto Geral de Perícias de Jaraguá do Sul, Eduardo Linhares, os números de atendimentos relacionados aos acidentes de trânsito são alarmantes. Dos cerca de dois mil atendimentos por ano no IGP, 15% de exames de corpo de delito são de pessoas feridas em acidentes, e metade das mortes por causas externas registradas em Jaraguá do Sul são em decorrência do trânsito.

Após a apresentação dos dados, os participantes sugeriram alternativas a serem adotadas para baixar os índices, no curto prazo e a longo prazo.

O delegado regional Fabiano dos Santos Silveira disse que é fundamental discutir este assunto que envolve vários fatores, desde o cuidado e o zelo com as pessoas que estão recebendo a Carteira Nacional de Habilitação junto à Ciretran, pela fiscalização da Polícia Militar e também pelos estudos do sistema viário, a cargo do município.

O secretário de Planejamento pontuou algumas medidas adotadas por cidades brasileiras na busca de soluções para o mesmo problema, como por exemplo a redução dos limites de velocidade. O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Valdeci Oliveira da Silva, ressaltou que a situação do trânsito representa uma realidade grave por conta do número de mortos e feridos.

“Hoje é uma questão de saúde pública e extremamente necessário discutir o assunto”, disse, reforçando que a velocidade está diretamente ligada aos índices, sem ignorar que há outros fatores que impactam diretamente no aumento das estatísticas, como a ingestão de bebidas alcoólicas, a direção não habilitada, a falta de atenção, entre outros. “Em regra, um dos índices que mais afeta os resultados dos índices é a velocidade. O controle dessa velocidade é primordial discutir neste momento, para tentar ter um resultado lá na frente”, enfatiza.

Como resultado da reunião, ficou estabelecido que um novo encontro com o mesmo grupo deve ser agendado para as próximas semanas, quando será criado um comitê para dar continuidade ao assunto, com as autoridades de segurança e representantes das entidades. (Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul)



Confira as

Últimas notícias

ABRH-Jaraguá do Sul promove Circuito de Talentos Solidário

Evento vai ajudar financeiramente duas instituições sociais do município - APAE e AMA - com o repasse do valor de inscrições

BR-280: falta de mais investimentos trava crescimento da região

Obra é considerada estratégica para maior desenvolvimento econômico da região Norte do estado

Ajustes são importantes, mas reformas precisam ser amplas, diz ACIJS

Criação do IVA - Imposto sobre Valor Agregado pode corrigir distorções e estimular competitividade do País, avaliam entidades do setor produtivo

Jaraguá Mais Saudável é reconhecido como iniciativa de utilidade pública

Iniciativa do Legislativo permitirá à Associação Jaraguá Mais Saudável buscar recursos para a sustentabilidade do programa

ACIJS defende acesso facilitado de MEIs a crédito e a programas de gestão

Levantamento mostra que o segmento vem se consolidando e revela crescimento nos seis primeiros meses do ano

Pacto de Desenvolvimento e Inovação tem adesão de prefeitos da Amvali

Movimento busca o desenvolvimento regional sustentável do Vale do Itapocu

Viver Jaraguá quer mostrar oportunidades ao desenvolvimento do turismo regional

Além de mostrar projetos para estimular o setor, evento apresentará linhas de crédito voltadas ao turismo

Economia reage, mas qualificação de mão de obra ainda é desafio

Reaquecimento da economia no pós-pandemia vai exigir mais atenção com a qualificação profissional, avaliam entidades

Núcleo das Cervejarias comemora desempenho de marcas de Jaraguá em evento mundial

Líder do Núcleo das Cervejarias destaca importância da premiação como reconhecimento da qualidade do que é feito na cidade

Transformações globais em pauta na ExpoGestão 2021

Associados da ACIJS têm acesso a um dos principais eventos corporativos do Brasil, de 19 a 21 de outubro

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar