Notícias 28 out, 21

Evento no Centro Empresarial discutiu problemas e apontou caminhos para melhoria da infraestrutura na região

Sem planejamento integrado, SC continuará sofrendo com logística precária

Encontro reuniu lideranças da região em torno de alternativas para a melhoria da infraestrutura da malha rodoviária / foto: CÉSAR CASTRO

Lideranças da região Norte e Nordeste do estado debateram nesta quarta-feira (27), no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul – CEJAS, a situação da BR-280 e os impactos econômicos em função da falta de mais investimentos na duplicação da rodovia.

A definição de um planejamento integrado para o sistema de logística no estado foi apontada como uma medida urgente para que a região e o estado se tornem mais competitivos. Conforme o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, essa demanda está sendo apresentada aos governos estadual e federal, como forma de incluir Santa Catarina no plano nacional de logística e com isso sensibilizar principalmente junto ao Ministério dos Transportes a aceleração das obras de melhorias nas rodovias.

Para mobilizar a sociedade, a campanha BRs: SC Não Pode Parar, iniciativa da FIESC e do Grupo ND, lançará em novembro um abaixo-assinado digital que vai colher assinaturas em favor da aplicação de mais recursos para investimentos na malha rodoviária.

O presidente da FIESC lembrou durante o seminário que um dos principais gargalos na região está localizado no acesso ao Porto de São Francisco do Sul, mas reiterou a importância de investimento em todo o complexo viário utilizado para a entrada de matérias-primas e produtos manufaturados e no escoamento da produção de indústrias a outros centros.

Ele disse ainda que a BR-280 tem um papel fundamental para a economia porque está situada em uma região economicamente forte e a rodovia precisa ter a sua duplicação concluída o mais cedo possível.

O seminário mostrou a importância da região no entorno da BR-280 ao longo dos 316 quilômetros entre o porto e a cidade de Porto União, no Planalto Norte. Com uma população de 1,6 milhão de pessoas, no ano passado, somente nos municípios do trecho atualmente em obras, foram gerados cerca de R$ 19 bilhões em impostos federais e mais de R$ 5,5 bilhões em ICMS, representando um PIB (Produto Interno Bruto) superior a R$ 74 bilhões.

Estudo apresentado no seminário mostra o estrangulamento do sistema logístico e seus efeitos na economia catarinense

O presidente da ACIJS, Luis Hufenüssler Leigue, disse que a escassez de recursos para que a obra siga em ritmo mais acelerado inibe o desenvolvimento da região. A falta de retorno em infraestrutura representa, avalia, uma freada no crescimento da região, com a perda de negócios, capacidade limitada de escoar a produção, dificuldade para o morador se deslocar, aumentando os custos para toda a sociedade e trazendo riscos para a geração de oportunidades. “Com isso, corremos um sério risco de empresas migrarem e de ter uma perda de empregos, o que traz um impacto muito forte”, diz.

O empresário ressaltou a importância de pensar o sistema logístico do estado de forma integrada, mas buscando dar dinâmica aos projetos em andamento, como é o caso do trecho da BR-280 onde os serviços já estão mais adiantados. Ressalta que a diretoria da ACIJS tem o tema infraestrutura e, especialmente, o projeto de duplicação da BR-280, como pauta permanente, por meio de um um Grupo de Trabalho que vem atuando nas últimas gestões no acompanhamento e cobrança por mais agilidade da obra. “É importantes termos esse olhar para a infraestrutura geral no estado, sem perder o foco na urgência de acelerarmos os pontos mais adiantados da obra, como é o caso do trecho que corta a nossa região”, reforça Leigue. “Essa preocupação deve ser levada ao governo federal de que é mais viável acelerar etapas do que fazer a obra a conta gotas’.

O prefeito Antídio Lunelli também reiterou a importância de investimentos na infraestrutura que possam fortalecer a diversidade econômica da região. Lunelli destacou a iniciativa lançada em julho para discutir a situação das BRs 101, 163, 280, 282 e 470 e buscar soluções para melhorar a capacidade viária, a eficiência e a segurança das rodovias federais e suas ligações com a malha estadual.



Confira as

Últimas notícias

Venda de gasolina sem tributos conclui Feirão do Imposto em Jaraguá do Sul

Objetivo da ação foi mostrar impacto dos tributos no dia a dia das pessoas

Segurança e saúde no trabalho é tema de palestras no Centro Empresarial

Evento gratuito e aberto à participação de empresas, profissionais da área e público em geral

Feirão do Imposto mobiliza jovens empreendedores de Jaraguá do Sul

Ação busca conscientizar a sociedade quanto aos impactos da carga tributária em todo o Brasil

ACIJS reúne Conselho de Núcleos e reforça estratégias da gestão 2022-2023

Núcleos Empresariais representam um dos braços ativos da ACIJS em prol do associativismo e da representação do setor produtivo

Jaraguá busca suporte da Celesc à inovação

Objetivo do encontro foi alinhar as estratégias com foco na tecnologia e inovação à ações de infraestrutura sob responsabilidade do governo estadual

Núcleo do Voluntariado Corporativo ACIJS inicia campanha “Aqueça o coração”

Objetivo é incentivar a solidariedade ajudando na doação de agasalhos para quem precisa diante do frio

Cenário atual traz incertezas sobre as eleições, diz economista no Encontro Empresarial ACIJS

Evento marcou os 103 anos da Rede OCP de Comunicação

ACIJS avalia que novo aumento da Taxa Selic pode inibir investimentos

Entidades expõem preocupação com o novo ajuste anunciado pelo Comitê de Política Monetária

Empreendedores compartilham sucesso de programa de mentoria ACIJS

Encontro do Núcleo de Jovens Empreendedores deu oportunidade a troca de experiências e ganhos com programa de Mentoria

Audiência pública debate oportunidades de aprendizagem a menores

Evento trouxe esclarecimentos sobre a importância social do programa "Trabalhando Juntos"

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar