Notícias 20 dez, 21

Entidades representativas do setor produtivo têm atuado no sentido de assegurar continuidade de obras de infraestrutura

ACIJS vê legitimidade em manifestações por mais recursos a rodovias

Manifestações recentes lideradas por entidades de vários segmentos em favor de mais atenção a rodovias no estado, principalmente diante de cortes em orçamentos, anunciados pelo governo federal, são legítimas e demonstram a preocupação da sociedade quanto à demora na conclusão de obras de infraestrutura essenciais para a plena retomada econômica.

A avaliação é do presidente da ACIJS e do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, Luis Hufenüssler Leigue, em referência a posicionamentos que a própria entidade vem assumindo em defesa de maior celeridade nos cronogramas dos serviços na duplicação da BR-280, principalmente nos trechos que cortam a região, mas também no apoio por investimentos em outras rodovias no estado, de competência da administração estadual ou do governo federal.

“No momento em que a economia do estado vai demonstrando capacidade de reação à pandemia é necessária essa atenção a setores produtivos que vão precisar de fomento e incentivo, especialmente em atividades que sofreram impactos mais agudos como é o caso do turismo e eventos, mas também aqueles afetados diretamente pela dificuldade de logística e a escassez de matérias primas”, reitera Luis Leigue.

Obras de infraestrutura são vitais para dar fôlego ao desenvolvimento do estado na retomada da economia

A questão da infraestrutura tem sido preocupação da entidade e motivo de ações recorrentes na atual e em gestões passadas da diretoria da ACIJS. Um trabalho permanente de monitoramento do estágio das obras, e de acompanhamento quanto a prazos e na destinação de recursos públicos seja na melhoria das malhas rodoviárias de âmbito estadual ou federal, na duplicação e em novos investimentos, há o acompanhamento de um Grupo de Trabalho que envolve, ainda, outros segmentos organizados da comunidade regional.

Assim, a entidade se engaja a movimentações organizadas em fóruns do meio empresarial ao lado da FIESC e FACISC, ou nas articulações junto aos representantes políticos da região. “É uma soma de esforços para destravar projetos indispensáveis ao desenvolvimento do estado”, observa o presidente da ACIJS. 

Recentemente, FACISC e FIESC também manifestaram preocupação com o andamento das obras nas rodovias catarinenses. Sobre o corte de verbas para duas rodovias federais no estado (BR-470 e BR-163), a FACISC questionou: “Por que não se faz remanejamento com o orçamento dos outros estados? Não podemos aceitar isso com Santa Catarina. É um descaso com o Estado que está entre os que mais arrecada ICMS no Brasil, que mais gera empregos, que mais produz neste país e que necessita de melhorias na sua infraestrutura”, diz a entidade em nota, acrescentando a defesa, pelas entidades representativas da classe empresarial, de que todos os recursos destinados para o estado sejam aplicados na infraestrutura catarinense e consequentemente no nosso desenvolvimento econômico.

A FIESC tem tratado o assunto em encontros com lideranças políticas e com o movimento SC Não Pode Parar, lançado em julho pela entidade e pelo Grupo ND, que teve uma de suas etapas realizadas em Jaraguá do Sul, recentemente. Como forma de mobilizar a sociedade e pressionar o governo federal a manter os investimentos, foi lançado o abaixo-assinado virtual, onde os catarinenses podem participar acessando >>> https://bit.ly/3e7msnx.

“Nós podemos partir do princípio de que há anos Santa Catarina vem sofrendo com a falta de recursos por parte do governo Federal, não temos no estado nenhum investimento de grande porte. É por esse motivo que queremos discutir com os catarinenses essas demandas, levando em consideração o crescimento da nossa economia que é destaque nacional”, afirma o presidente da FIESC Mario Cezar de Aguiar sobre a questão preocupante da logística catarinense.

No levantamento da FIESC, em uma década, foi gerado um custo social de cerca de R$ 1,8 bilhão utilizado em acidentes. Um recurso que está justificando a cobrança por investimentos que garantam eficiência e segurança nas rodovias. Dentre os principais pedidos está a criação de terceiras faixas. “Essas obras incluindo melhoria nas interseções, sinalizações e acostamentos, permitirão uma melhor fluidez”, comenta o executivo da câmara e do conselho de transporte e logística da FIESC, Egídio Antônio.



Confira as

Últimas notícias

ACIJS e Facisc se posicionam diante de novo corte de verbas em obras de rodovias

ACIJS ressalta importância de maior rapidez em obras na malha viária de Santa Catarina

Nota de pesar - Yara Fischer Springmann

A ACIJS, representada por sua Diretoria. Conselho Superior e Empresas Associadas, expressa o sentimento de pesar da classe empresarial de Jaraguá do Sul diante do

Ação Social do Núcleo de Voluntariado leva alegria a crianças no Natal

Iniciativa beneficiou crianças assistidas pelo programa Novos Caminhos e também menores da comunidade haitiana do Bairro Vieiras

NOTA OFICIAL – A favor da moralidade, contra o aumento de gastos públicos

Entidade se alinha a manifestações de setores representativos do meio empresarial e da sociedade civil diante de medidas que comprometem a gestão de recursos públicos

ACIJS vê legitimidade em manifestações por mais recursos a rodovias

Entidades representativas do setor produtivo têm atuado no sentido de assegurar continuidade de obras de infraestrutura

NOTA OFICIAL - Fundo Eleitoral 2022

Com a decisão de senadores e deputados federais, Fundo Eleitoral pode utilizar até R$ 5,7 bilhões de recursos públicos, em 2022

Jaraguá do Sul é a primeira cidade de SC a integrar rede nacional de 5G

Projeto vai permitir a aplicação de tecnologia inédita, com a instalação de redes de 5G por meio da integração de antenas às luminárias inteligentes

“Desafio é recuperar posição de destaque de Jaraguá na economia do estado”, diz prefeito Antídio, na ACIJS

Encontro Empresarial marcou encerramento da agenda de plenárias da entidade em 2021

ACIJS inicia campanha de incentivo à segunda dose de vacina contra a Covid-19

Ação busca envolver a comunidade no esforço para que o ciclo de imunização contra a Covid-19 seja completo

Alta de juros era aguardada, mas decisão pode afetar recuperação econômica, avaliam entidades

Sétimo aumento seguido dos juros pode inibir capacidade de reação de empresas no pós-pandemia, temem especialistas

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar