Notícias 21 dez, 21

Entidade se alinha a manifestações de setores representativos do meio empresarial e da sociedade civil diante de medidas que comprometem a gestão de recursos públicos

NOTA OFICIAL – A favor da moralidade, contra o aumento de gastos públicos

A ACIJS – Associação Empresarial de Jaraguá do Sul repudia com veemência a forma como foram encaminhados à Assembleia Legislativa de Santa Catarina os Projetos de Lei oriundos do Governo do Estado, que trata de reajustes e concessões de benefícios e projetam um custo exorbitante aos cofres públicos.

A entidade se alinha a manifestações de setores representativos do meio empresarial e da sociedade civil quanto aos efeitos de medidas colocadas à votação sem a necessária transparência e discussão diante do custo de novas despesas públicas em momento inoportuno e descabido.

Reafirmamos o posicionamento da ACIJS, apoiado na trajetória de mais de 8 décadas como representante da classe empresarial de Jaraguá do Sul. Corroboramos valores da gestão eficiente, pautados na boa ética da governança responsável e da defesa das práticas de compliance, seja no meio empresarial ou na atividade pública, reafirmando permanente compromisso de colaboração com o poder público, mas alicerçado nos fundamentos que permeiam a história da entidade.

A concessão de privilégios, a criação de cargos, aumentos de salários e/ou de benefícios e gratificações, caminha em direção contrária ao quadro de dificuldades vivenciado pela maioria da população, somadas às dificuldades de empresas que se ressentem de mais apoio para a superação dos efeitos da pandemia. Conforme as projeções, somente com reajustes e bonificações, a previsão é de que gaste cerca de R$ 1,3 bilhão em 2022, que se soma a outros ajustes como é o caso de uma reforma administrativa que inclui a criação de secretarias ao custo de R$ 16,3 milhões ao ano.

Ainda que o Governo do Estado justifique tais medidas, que constituem privilégios, como algo possível diante da situação do Tesouro Estadual, em desempenho de receitas que é justamente decorrente da capacidade de superação do setor produtivo e da contribuição de vários setores que souberam dar exemplos de sacrifícios para que o estado não sucumbisse à crise, seja qual for o argumento, é inadmissível medidas que soam como acordos com vistas às eleições de 2022.

Cabe ao Parlamento de Santa Catarina demonstrar sua capacidade de discernimento e evitar um dano que pode ser avassalador às finanças públicas em futuro próximo, pelos precedentes que se estabelece e comprometendo a capacidade de reação da economia estadual.

É preciso que a classe política volte a se alinhar em torno de uma bússola orientada pela moralidade pública, no gesto de sensatez em relação ao que a sociedade espera de seus representantes públicos, sob pena de um desgaste ainda mais grave em sua imagem e de credibilidade em momento tão decisivo da história de Santa Catarina e do Brasil.

A Diretoria

Jaraguá do Sul, 21 de dezembro de 2021.


Tags


Confira as

Últimas notícias

ACIJS e Facisc se posicionam diante de novo corte de verbas em obras de rodovias

ACIJS ressalta importância de maior rapidez em obras na malha viária de Santa Catarina

Nota de pesar - Yara Fischer Springmann

A ACIJS, representada por sua Diretoria. Conselho Superior e Empresas Associadas, expressa o sentimento de pesar da classe empresarial de Jaraguá do Sul diante do

Ação Social do Núcleo de Voluntariado leva alegria a crianças no Natal

Iniciativa beneficiou crianças assistidas pelo programa Novos Caminhos e também menores da comunidade haitiana do Bairro Vieiras

NOTA OFICIAL – A favor da moralidade, contra o aumento de gastos públicos

Entidade se alinha a manifestações de setores representativos do meio empresarial e da sociedade civil diante de medidas que comprometem a gestão de recursos públicos

ACIJS vê legitimidade em manifestações por mais recursos a rodovias

Entidades representativas do setor produtivo têm atuado no sentido de assegurar continuidade de obras de infraestrutura

NOTA OFICIAL - Fundo Eleitoral 2022

Com a decisão de senadores e deputados federais, Fundo Eleitoral pode utilizar até R$ 5,7 bilhões de recursos públicos, em 2022

Jaraguá do Sul é a primeira cidade de SC a integrar rede nacional de 5G

Projeto vai permitir a aplicação de tecnologia inédita, com a instalação de redes de 5G por meio da integração de antenas às luminárias inteligentes

“Desafio é recuperar posição de destaque de Jaraguá na economia do estado”, diz prefeito Antídio, na ACIJS

Encontro Empresarial marcou encerramento da agenda de plenárias da entidade em 2021

ACIJS inicia campanha de incentivo à segunda dose de vacina contra a Covid-19

Ação busca envolver a comunidade no esforço para que o ciclo de imunização contra a Covid-19 seja completo

Alta de juros era aguardada, mas decisão pode afetar recuperação econômica, avaliam entidades

Sétimo aumento seguido dos juros pode inibir capacidade de reação de empresas no pós-pandemia, temem especialistas

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar