aaa

Núcleo das Transportadoras realiza campanha por mais cordialidade no trânsito

Atenção, cuidado e prudência são pontos indispensáveis para garantir a segurança no trânsito e evitar acidentes. Ao lado destes aspectos, a cordialidade entre motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas pode contribuir para um trânsito mais seguro e com relações harmoniosas entre os seus usuários.

Pensando nisto, o Núcleo das Transportadoras da ACIJS realiza mais uma edição de campanha educativa em Jaraguá do Sul. Conforme o coordenador do Núcleo, Clayton Stassun, a exemplo da edição realizada no ano passado a ideia é mostrar que a segurança no trânsito não é responsabilidade única, deve ser compartilhada por todos.

“Quando estiver no trânsito, independente da condição em que se encontra o usuário pode demostrar que a responsabilidade faz parte do seu dia a dia, obedecendo a sinalização, respeitando o próximo e estando atento às suas atitudes. Com isto, além de ajudar a garantir a segurança de pedestres, ciclistas e motoristas, cada pessoa poderá colaborar para a construção de uma cidade mais pacífica, estimulando boas práticas dentro e fora das estradas”, destaca.

Para alcançar o objetivo, a campanha utiliza materiais de divulgação, adesivos e placas instrutivas. No dia 5 de outubro (sábado), a campanha será intensificada durante o evento ACIJS na Praça, quando o núcleo fará panfletagem na área central e haverá a distribuição de aromatizantes para veículos. Outra ação, envolve a divulgação de mensagens educativas utilizando as carroçarias de caminhões, como outdoors móveis, e a distribuição de adesivos, o que levará a campanha a diferentes lugares.

Campanha teve sua primeira edição em 2018, com sucesso na conscientização de todos os usuários do trânsito

A campanha tem o patrocínio da Transpocred, Fetramcesc, empresas Agricopel, Mime, Scania, Grupo Mevepi, Mercedes-Benz e Savana.

1,25 milhão de mortos por ano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que cerca de 1,25 milhão de pessoas morre, no mundo, por ano em acidentes de trânsito, e deste total, metade das vítimas são pedestres, ciclistas e motociclistas.

O Ministério da Saúde, por outro lado, mostra que no período entre 1988 e 2015 morreram no Brasil cerca de 700 mil pessoas em decorrência de acidentes de trânsito, além de deixar vítimas com sequelas graves. As estatísticas oficiais apontam que os pedestres formam as principais vítimas fatais, seguidas de ocupantes de automóveis, motociclistas, ocupantes de caminhões e, finalmente, de ônibus.

Desde a criação do Código Brasileiro de Trânsito, há 20 anos, o País acumula perdas de R$ 720 bilhões causadas por acidentes de trânsito.

Segundo o Observatório Nacional de Segurança Viária, são gastos de R$ 36 bilhões por ano, equivalente a 12% do PIB (Produto Interno Bruto, a soma de todas as riquezas) do Brasil.

As estatísticas demonstram claramente, de acordo com especialistas, que Acidentes de trânsito no Brasil, um problema de saúde pública

Acidentes de trânsito geram R$ 720 bilhões em custos

O quadro preocupante deve motivar cada vez, avaliam pesquisadores em segurança no trânsito, a reflexão e o envolvimento da sociedade com o assunto.

Os acidentes de trânsito representam um custo de R$ 720 bilhões, que poderiam ser aplicados, por exemplo:

Custeio de 5 anos do rombo da Previdência Social (dados de 2014 a 2018)
Construção de 22 mil novos hospitais, com 250 leitos, UTI e Unidade de Traumatismos Grandes
Quase triplicar o número de escolas no País [hoje cerca de 200 mil em atividade]
Suprir o déficit habitacional brasileiro, com sobra de 70%, na construção de casas [no Brasil, hoje, há um déficit de 6 milhões de moradias]
Na segurança pública, os recursos correspondem a mais de duas vezes o que é aplicado hoje no Brasil
Construção de 185 mil quilômetros de rodovias e de 60 mil quilômetros de ferrovias, com isto triplicando a malha neste modal

7 dicas simples de segurança

1. Sempre use o cinto de segurança
O cinto de segurança é um dispositivo de proteção para os ocupantes de um veículo e é de uso obrigatório. O principal objetivo é evitar consequências mais sérias no caso de haver uma batida, por exemplo. Colocá-lo deve ser uma das primeiras coisas a fazer antes de começar a dirigir — apesar do fato de alguns motoristas ignorarem a regra. Além do risco de trafegar sem o cinto, vale lembrar que pode haver a aplicação de multa, visto que se trata de uma infração.

2. Esteja atento à sinalização
A sinalização de trânsito serve para informar e orientar os motoristas sobre as vias. Obedecê-la é fundamental para evitar acidentes, principalmente quando se está em uma cidade desconhecida.

3. Mantenha o veículo em bom estado
Colocar a manutenção em dia, calibrar os pneus de maneira correta e fazer a troca de óleo periodicamente são algumas medidas que devem ser praticadas pelos motoristas. Isso ajuda a garantir a segurança no trânsito à medida que evita problemas como falhas mecânicas — que podem causar acidentes sérios.

4. Tenha cuidado com pedestres, ciclistas e motoqueiros
A ordem correta é a de que os veículos maiores são responsáveis pela segurança dos menores e todos cuidam dos pedestres. Portanto, além de estar atento à condução, o motorista também deve prestar atenção constantemente aos motoqueiros ciclistas e pedestres, visto que eles podem surgir a qualquer momento e causar um acidente. Nesses casos, o cuidado deve ser redobrado em cruzamentos, mesmo que a passagem seja liberada para o condutor.

5. Respeite os limites de velocidade
As diferentes vias possuem limites de velocidade distintos, mas eles são determinados pensando no tamanho, tráfego, fluxo de pessoas e outras variáveis. Eles servem para garantir uma condução segura e que o veículo tenha condições de frear e parar totalmente antes de causar um acidente mais grave. Isso é ainda mais importante em áreas onde há escolas, já que as crianças podem aparecer a qualquer momento.

6. Sinalize antes de realizar uma ação
É muito comum encontrar casos em que o motorista vai realizar uma conversão, mas não dá seta antes de virar, por exemplo. Esse tipo de situação aumenta os riscos de haver uma batida ou mesmo um acidente mais grave — como quando se trata de mudar de faixa em uma estrada. Portanto, sinalizar as ações antecipadamente também é uma medida de segurança no trânsito.

7. Tome cuidado nos cruzamentos
Esse cuidado vale tanto para caso de pedestres, ciclistas e motoqueiros — como citado anteriormente — quanto para evitar casos de furtos ou roubos. Portanto, ao chegar em um cruzamento, evite parar em cima da faixa de pedestres, mas também procure manter os vidros fechados e ficar sempre atento ao que acontece em volta (principalmente em locais mais perigosos). Garantir a segurança no trânsito faz parte da segurança no trabalho para os motoristas. Portanto, sempre vale a pena realizar treinamentos e reciclagens periodicamente, alertando os motoristas sobre a importância de manter uma direção segura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *