Notícias 18 jul, 18

A administração estadual projeta um déficit de R$ 3 bilhões para o próximo ano, como reflexo da crise que atinge […]

Secretário da Fazenda aponta déficit de R$ 3 bilhões na economia de Santa Catarina

A administração estadual projeta um déficit de R$ 3 bilhões para o próximo ano, como reflexo da crise que atinge as contas públicas. A afirmação foi feita pelo secretário da Fazenda, Paulo Eli, ao participar da plenária da ACIJS e APEVI na segunda-feira (16).

Na palestra no Centro Empresarial, o secretário reconheceu a grave situação financeira, mas garante que as dificuldades são momentâneas. “O Estado não está quebrado, é o Poder Executivo que enfrenta problemas, o que acontece é que estamos sem reservas e isto é reflexo do quadro econômico nacional, se gasta mais do que se arrecada”. Hoje, a folha salarial corresponde a 49,73% da receita do Estado.

De 2015 a 2017, lembra Paulo Eli, as receitas vêm caindo enquanto as despesas com custeio aumentam. Segundo ele, as receitas brutas no ano passado ficaram R$ 800 milhões abaixo do projetado. Como forma de reduzir a folha e equilibrar as finanças, dando fôlego a investimentos em setores como saúde, educação e segurança pública, a administração estadual reduziu cargos comissionados e está buscando outras formas de economia. “Diferente da iniciativa privada, o poder público não pode simplesmente reduzir quadros ou cortar despesas, porque, mesmo com poucos recursos, precisa atender as demandas em presídios, hospitais e escolas, os serviços públicos não mudam”.

O secretário garantiu que o governo não trabalha com a possibilidade de aumento de impostos, priorizando a melhora na arrecadação a partir da maior eficiência da máquina pública e nos controles de gestão financeira. Defende o maior estímulo ao setor produtivo, como forma de melhorar o desempenho da economia, e maior arrecadação. “Sem desonerar a produção não temos como manter o Estado competitivo”, resume.

Outra crítica é quanto à centralização de recursos pela união. “No modelo atual, além de deter o poder político, Brasília detém, também, o poder tributário, tratando os Estados como subordinados. É um centralismo que prejudica o desempenho dos Estados e municípios, onde estão as principais demandas. Sem uma reforma tributária condizente com o mundo globalizado, que não penalize quem produz e que retire da margem de consumo 40 milhões de famílias que hoje dependem do Bolsa Família, esse quadro não vai mudar. Assim como, sem uma reforma previdenciária, o custeio será sempre maior do que aquilo que se arrecada. O Brasil não tem outra saída para crescer que não passe pela aprovação urgente destas duas reformas”.

 



Confira as

Últimas notícias

Feirão do Imposto conscientiza sobre impactos da carga tributária

Com o tema "Dígitos que sufocam", a campanha deste ano movimenta empresas da região para mostrar como a elevada carga tributária pode ser sufocante para os cidadãos e para a economia como um todo

Agenda de atividades dos Núcleos Empresariais ACIJS

Acompanhe a agenda de encontros de nucleados e atividades de educação empresarial da ACIJS

Inovação e gestão com foco nas pessoas faz organizações crescerem com sustentabilidade

Empresário falou sobre estratégias que levaram a Duas Rodas a posições de liderança nos segmentos em que atua no mercado internacional

Imposto de Renda: recursos de doações podem ajudar projetos sociais na região

ACIJS incentiva contribuintes da região a destinarem recursos do Imposto de Renda em apoio a projetos sociais

Jaraguá do Sul já encaminhou mais de 250 toneladas de doações ao RS

Novamente o município e região demonstram capacidade de mobilização da comunidade em torno da solidariedade

SC quer elevar participação do PIB para 10% no setor de tecnologia, até 2030

Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação Marcelo Fett destacou importância do alinhamento do setor produtivo com as políticas do estado na área da inovação

Agenda de atividades dos Núcleos Empresariais ACIJS

Confira destaques da agenda da ACIJS

Geração de valor nas organizações é tema do Encontro Empresarial

Evento com palestra do presidente da Duas Rodas, Leonardo Zipf, é aberto a empresários e comunidade em geral

BR-280: Atualização da obra de duplicação do trecho estadualizado

Governo do Estado mantém expectativa de mais intensidade dos trabalhos na Ponte do Portal, e segue com previsão de entrega da travessia duplicada até novembro

Jaraguá do Sul se mobiliza para ajudar vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul

ACIJS se integra no apoio a vítimas das chuvas, com participação do Núcleo de Voluntariado Corporativo e Núcleo das Transportadoras

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar