Grupo de Trabalho formado por entidades e poder público busca flexibilização em “disfunções burocráticas”

 

Como resultado de debate realizado durante o Encontro Empresarial da ACIJS no início de abril, na segunda-feira (6) ocorreu a primeira reunião do Grupo de Trabalho criado para buscar alternativas para melhorar o ambiente de negócios em Jaraguá do Sul.

O grupo reúne representantes do setor produtivo, como a ACIJS, APEVI e CDL, do poder público como a Prefeitura e a Câmara de Vereadores, além de entidades como OAB, Associação de Engenheiros e Arquitetos, Associação de Imobiliárias e Sindicato dos Contabilistas, entre outros segmentos que participaram do debate.

Tiago Coelho, vice-presidente administrativo da ACIJS e indicado para a coordenação do Grupo de Trabalho, assinala que a ideia é realizar reuniões quinzenais para a discussão dos principais problemas que afetam o dia a dia de empresas e da sociedade em geral, apontando caminhos para a solução dos entraves.

“Ficou estabelecido como propósito deste grupo a melhoria do ambiente econômico porque entendemos que estas dificuldades impactam diretamente em decisões estratégicas, seja na abertura de um novo negócio, na ampliação de empresas já instaladas ou na captação de novos investimentos”, ressalta o empresário.

Conforme o cronograma seguido pelo GT, as entidades representadas trarão ao colegiado os temas de discussão em suas áreas, definindo-se encaminhamentos junto às esferas responsáveis no Município, Estado e União.

“Há uma série de questões que por sua complexidade representam muitas vezes excessos burocráticos, que podem ser revertidos com a contribuição de especialistas e com o entendimento dos órgãos a que estas legislações ou decretos se subordinam”.

O presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Anselmo Ramos, destaca que a proposta é buscar um entendimento de aspectos de legislações que podem ser revistos, respeitando-se os regramentos legais, mas evitando as chamadas “disfunções burocráticas”.

Tiago Coelho observa que o grupo vai trabalhar de maneira objetiva em questões pontuais, visando eliminar ou reduzir gargalos que impactam no desenvolvimento econômico do município. Lembra que os governos estadual e federal, além do município, já caminham no sentido de modernizar procedimentos administrativos e na desburocratização em várias áreas, e a mobilização dos segmentos representativos na comunidade busca contribuir neste processo.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *