Notícias 04 jun, 21

Conhecida no mundo inteiro pelo estilo de vida que valoriza a sustentabilidade, a Família Nalu enalteceu valores que estão presentes em Jaraguá do Sul e região

Família de viajantes visita Jaraguá do Sul e reconhece importância de modelo de associativismo da região

Literalmente na estrada há mais de dez anos, intercalando roteiros por países no mundo inteiro e compartilhando experiências por onde passa, a Família Nalu já é conhecida pelas aventuras apresentadas em um canal de tevê por assinatura especializado em esportes radicais.

Formada pelo surfista catarinense Everaldo “Pato” Teixeira, a esposa Fabiana e os filhos Isabella Nalu e Zay Nalu Teixeira, a família no dia 29 de maio passou por Jaraguá do Sul, onde cumpriu uma rápida agenda que incluiu uma visita ao Centro Empresarial – CEJAS. O convite para que a família conhecesse a cidade partiu do ex-presidente da ACIJS Paulo Rubens Obenaus, aproveitando a passagem do casal e filhos pelo Estado. “Jaraguá é uma cidade empreendedora, com cases de sucesso que são muito identificados aos propósitos que o casal e seus filhos divulgam”, observa Obenaus.

Em Jaraguá, os viajantes também conheceram o Parque Malwee e receberam informações sobre a cidade e região e o modelo de associativismo presente na comunidade. No Centro Empresarial, a família recebida pelo presidente Luis Hufenüssler Leigue e falou sobre o projeto de divulgação de aventuras pelo mundo, que enfatiza principalmente experiências junto à natureza e iniciativas de qualidade de vida e de desenvolvimento sustentável.

Conhecido como um atleta especializado em big riders, ou surfistas de ondas gigantes, “Pato” defende que o esporte e a educação, aliados à disciplina, são as alternativas para a formação de cidadãos melhores, capazes de construírem uma humanidade melhor. Segundo ele, esse é o legado que pode ser deixado às novas gerações, ensinamento que o atleta e a esposa busca repassar com o programa de aventuras no Canal Off. O engajamento com valores como senso de colaboração, de respeito ao meio ambiente e de práticas que estimulem a tolerância e a melhor compreensão coletiva são compartilhados com a filha adolescente, Isabella, e com o pequeno Zay, de 1 ano e oito meses.

Para o casal, chegar à marca de mais de 300 episódios por diferentes lugares do planeta e se manter no ar por 13 anos só foi possível pelo entendimento de que por trás de qualquer projeto é preciso que se tenha a visão de empreendedorismo com responsabilidade social. Dos primeiros programas que só contavam com o apoio de Fabiana, filmando com o marido nas narrativas e na organizações de locações, até os episódios em que já contavam com outros recursos e o apoio de uma equipe, foi preciso muito planejamento e preparação.

“Muitas pessoas pensam que é só viagens, lugares bonitos, mas não se dão conta das dificuldades de se criar uma família, viajando o tempo todo, sem uma rotina para  a educação, mas isso passa pelos objetivos que se quer alcançar. O que estamos fazendo hoje com o planeta não é legal e o resultado está aí, com o aquecimento global, com os efeitos da pandemia, temos de aprender com essa situação e mudar nossos hábitos. Ficamos felizes em conhecer um modelo de cidade como o de Jaraguá, onde há um senso de sustentabilidade. Esse é o legado que se pode deixar e vermos pessoas mais comprometidas, capazes de construir um futuro com mais qualidade para a humanidade”, assinala “Pato”.

Nas viagens, conta Fabiana, é possível perceber opostos, de lugares onde há um cuidado com o meio ambiente e outros com menos consciência. “Viajando por esses lugares, aprendemos que é possível viver de forma simples e cada um fazendo a sua parte, como uma família que pode ensinar e aprender, porque o exemplo conta muito na educação e na formação de consciência. Cada pessoa tem o seu papel na sociedade, independente do lugar onde mora”, completa Fabiana.

Isabella, que aos 14 anos já é destaque no surfe na categoria que compete, confessa que passou a entender o sentido do projeto quando percebeu que muito mais do que viagens e aventuras, os pais buscavam compartilhar vivências por onde passavam e, assim, buscar e levar inspiração para o lugar em que estivessem. “Nós aprendemos com isso que, se de um lado surgem oportunidades, se você não souber fazer nada com essa oportunidade, não irã a lugar algum. É como uma empresa, com responsabilidades e objetivos, mantendo energia e alegria para se realizar um bom trabalho”.

O presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Luis Hufenüssler Leigue, que recepcionou a Família Nalu na visita ao Centro Empresarial, destacou a importância da experiência que “Pato” e a esposa Fabiana desenvolveram e compartilham com os filhos. “Essa consciência como família e da responsabilidade com o mundo, está muito lincada ao senso de colaboração que buscamos cada vez mais em nossa cidade, a partir do entendimento de que unindo forças do meio empresarial, poder público e sociedade, podemos ter mais qualidade de vida para todos. É o ponto chave para seguirmos como humanidade”, resume, ao enfatizar o tripé que acompanha a história da ACIJS: Associativismo, Voluntariado e Empreendedorismo.

No encontro no CEJAS também participaram Harysson Passig, representando a Prefeitura, e a vice-presidente de Comunidade e Urbanismo da ACIJS Caroline Elisa Obenaus Cani.



Confira as

Últimas notícias

Nota de pesar - Yara Fischer Springmann

A ACIJS, representada por sua Diretoria. Conselho Superior e Empresas Associadas, expressa o sentimento de pesar da classe empresarial de Jaraguá do Sul diante do

Ação Social do Núcleo de Voluntariado leva alegria a crianças no Natal

Iniciativa beneficiou crianças assistidas pelo programa Novos Caminhos e também menores da comunidade haitiana do Bairro Vieiras

NOTA OFICIAL – A favor da moralidade, contra o aumento de gastos públicos

Entidade se alinha a manifestações de setores representativos do meio empresarial e da sociedade civil diante de medidas que comprometem a gestão de recursos públicos

ACIJS vê legitimidade em manifestações por mais recursos a rodovias

Entidades representativas do setor produtivo têm atuado no sentido de assegurar continuidade de obras de infraestrutura

NOTA OFICIAL - Fundo Eleitoral 2022

Com a decisão de senadores e deputados federais, Fundo Eleitoral pode utilizar até R$ 5,7 bilhões de recursos públicos, em 2022

Jaraguá do Sul é a primeira cidade de SC a integrar rede nacional de 5G

Projeto vai permitir a aplicação de tecnologia inédita, com a instalação de redes de 5G por meio da integração de antenas às luminárias inteligentes

“Desafio é recuperar posição de destaque de Jaraguá na economia do estado”, diz prefeito Antídio, na ACIJS

Encontro Empresarial marcou encerramento da agenda de plenárias da entidade em 2021

ACIJS inicia campanha de incentivo à segunda dose de vacina contra a Covid-19

Ação busca envolver a comunidade no esforço para que o ciclo de imunização contra a Covid-19 seja completo

Alta de juros era aguardada, mas decisão pode afetar recuperação econômica, avaliam entidades

Sétimo aumento seguido dos juros pode inibir capacidade de reação de empresas no pós-pandemia, temem especialistas

Câmara Federal aprova projeto que municipaliza regras de proteção de rios em áreas urbanas

Projeto de Lei que regulamenta ocupação de áreas próximas a rios nos municípios agora aguarda sanção presidencial

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar