Notícias 04 jun, 21

Conhecida no mundo inteiro pelo estilo de vida que valoriza a sustentabilidade, a Família Nalu enalteceu valores que estão presentes em Jaraguá do Sul e região

Família de viajantes visita Jaraguá do Sul e reconhece importância de modelo de associativismo da região

Literalmente na estrada há mais de dez anos, intercalando roteiros por países no mundo inteiro e compartilhando experiências por onde passa, a Família Nalu já é conhecida pelas aventuras apresentadas em um canal de tevê por assinatura especializado em esportes radicais.

Formada pelo surfista catarinense Everaldo “Pato” Teixeira, a esposa Fabiana e os filhos Isabella Nalu e Zay Nalu Teixeira, a família no dia 29 de maio passou por Jaraguá do Sul, onde cumpriu uma rápida agenda que incluiu uma visita ao Centro Empresarial – CEJAS. O convite para que a família conhecesse a cidade partiu do ex-presidente da ACIJS Paulo Rubens Obenaus, aproveitando a passagem do casal e filhos pelo Estado. “Jaraguá é uma cidade empreendedora, com cases de sucesso que são muito identificados aos propósitos que o casal e seus filhos divulgam”, observa Obenaus.

Em Jaraguá, os viajantes também conheceram o Parque Malwee e receberam informações sobre a cidade e região e o modelo de associativismo presente na comunidade. No Centro Empresarial, a família recebida pelo presidente Luis Hufenüssler Leigue e falou sobre o projeto de divulgação de aventuras pelo mundo, que enfatiza principalmente experiências junto à natureza e iniciativas de qualidade de vida e de desenvolvimento sustentável.

Conhecido como um atleta especializado em big riders, ou surfistas de ondas gigantes, “Pato” defende que o esporte e a educação, aliados à disciplina, são as alternativas para a formação de cidadãos melhores, capazes de construírem uma humanidade melhor. Segundo ele, esse é o legado que pode ser deixado às novas gerações, ensinamento que o atleta e a esposa busca repassar com o programa de aventuras no Canal Off. O engajamento com valores como senso de colaboração, de respeito ao meio ambiente e de práticas que estimulem a tolerância e a melhor compreensão coletiva são compartilhados com a filha adolescente, Isabella, e com o pequeno Zay, de 1 ano e oito meses.

Para o casal, chegar à marca de mais de 300 episódios por diferentes lugares do planeta e se manter no ar por 13 anos só foi possível pelo entendimento de que por trás de qualquer projeto é preciso que se tenha a visão de empreendedorismo com responsabilidade social. Dos primeiros programas que só contavam com o apoio de Fabiana, filmando com o marido nas narrativas e na organizações de locações, até os episódios em que já contavam com outros recursos e o apoio de uma equipe, foi preciso muito planejamento e preparação.

“Muitas pessoas pensam que é só viagens, lugares bonitos, mas não se dão conta das dificuldades de se criar uma família, viajando o tempo todo, sem uma rotina para  a educação, mas isso passa pelos objetivos que se quer alcançar. O que estamos fazendo hoje com o planeta não é legal e o resultado está aí, com o aquecimento global, com os efeitos da pandemia, temos de aprender com essa situação e mudar nossos hábitos. Ficamos felizes em conhecer um modelo de cidade como o de Jaraguá, onde há um senso de sustentabilidade. Esse é o legado que se pode deixar e vermos pessoas mais comprometidas, capazes de construir um futuro com mais qualidade para a humanidade”, assinala “Pato”.

Nas viagens, conta Fabiana, é possível perceber opostos, de lugares onde há um cuidado com o meio ambiente e outros com menos consciência. “Viajando por esses lugares, aprendemos que é possível viver de forma simples e cada um fazendo a sua parte, como uma família que pode ensinar e aprender, porque o exemplo conta muito na educação e na formação de consciência. Cada pessoa tem o seu papel na sociedade, independente do lugar onde mora”, completa Fabiana.

Isabella, que aos 14 anos já é destaque no surfe na categoria que compete, confessa que passou a entender o sentido do projeto quando percebeu que muito mais do que viagens e aventuras, os pais buscavam compartilhar vivências por onde passavam e, assim, buscar e levar inspiração para o lugar em que estivessem. “Nós aprendemos com isso que, se de um lado surgem oportunidades, se você não souber fazer nada com essa oportunidade, não irã a lugar algum. É como uma empresa, com responsabilidades e objetivos, mantendo energia e alegria para se realizar um bom trabalho”.

O presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Luis Hufenüssler Leigue, que recepcionou a Família Nalu na visita ao Centro Empresarial, destacou a importância da experiência que “Pato” e a esposa Fabiana desenvolveram e compartilham com os filhos. “Essa consciência como família e da responsabilidade com o mundo, está muito lincada ao senso de colaboração que buscamos cada vez mais em nossa cidade, a partir do entendimento de que unindo forças do meio empresarial, poder público e sociedade, podemos ter mais qualidade de vida para todos. É o ponto chave para seguirmos como humanidade”, resume, ao enfatizar o tripé que acompanha a história da ACIJS: Associativismo, Voluntariado e Empreendedorismo.

No encontro no CEJAS também participaram Harysson Passig, representando a Prefeitura, e a vice-presidente de Comunidade e Urbanismo da ACIJS Caroline Elisa Obenaus Cani.



Confira as

Últimas notícias

Inteligência emocional é tema de encontro de mulheres empreendedoras

Evento é gratuito e aberto ao público em geral, com participação pela plataforma Zoom

LGPD: multas e sanções começam a ser aplicadas

Penalidades começam a valer a partir deste domingo, dia 1º

NOTA DE PESAR - Geraldo José

Jornalista e radialista, Geraldo José deixa importante legado na comunidade por sua atuação profissional

CMN regulamenta programa de crédito a micro e pequenas empresas

Operações terão prazo mínimo de dois anos, sem carência, de acordo com a regulamentação aprovada pelo Conselho Monetário Nacional

Tradição que se repete, bolo de aniversário é presente nos 145 anos de Jaraguá do Sul

Momento de celebração e de agradecimento, afirmam os nucleados de Panificação e Confeitaria da ACIJS

Jaraguá do Sul busca apoio para avançar em projeto inédito como cidade inteligente

Iniciativa foi apresentada durante encontro no Centro Empresarial com a diretoria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

NOTA DE PESAR - Alminda Pradi Franzner

Manifestação de pesar e de reconhecimento pela importante atuação comunitária e social de Alminda Pradi Franzner

Relator apresenta proposta de Reforma Administrativa à classe empresarial

Presidente da ACIJS enfatizou no encontro com o relator a importância das reformas para que o Brasil volte a crescer com sustentabilidade econômica e social

145 anos de Jaraguá: Olhar para o futuro levará a cidade a outros patamares

Mensagem da ACIJS nos 145 anos de Jaraguá do Sul

145 anos de Jaraguá: Envolvimento comunitário garante bons indicadores de segurança pública

Espírito colaborativo da comunidade com instituições de segurança pública forma diferencial para a melhoria dos índices no município

You must login to view your message.
Redefinir senha Cadastrar