Arquivos para Imprensa

• ou •
11 de novembro de 2014

Facisc se reúne em Guaramirim e cobra agilidade do DNIT em obras na região Norte


Obras vitais ao desenvolvimento da região, como a duplicação da BR-280, melhorias em vias federais e suas interseções com a malha estadual, e a transposição de trechos da ferrovia que passam por áreas urbanas nos municípios, pautaram na terça-feira a noite encontro organizado pela Facisc – Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina com representantes do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre. Liderada pela vice-presidente regional Norte Eluiza Hertel Maiochi, a reunião ocorreu na sede da ACIAG – Associação Empresarial de Guaramirim, com as presenças do superintende estadual do DNIT Vissilar Pretto e do supervisor regional do escritório de Joinville Antonio Carlos Bessa.

Conforme a vice-presidente Heluisa Maiochi, embora o governo federal venha executando muitas obras relacionadas aos pleitos dos municípios, a entidade mantém atuação firme no sentido de cobrar agilidade quanto aos cronogramas. Neste sentido a Facisc vem realizando encontros com órgãos públicos nos níveis federal e estadual, assegurando o cumprimento de metas nos projetos considerados fundamentais para o setor produtivo e no desenvolvimento sustentável da região. No encontro, além de empresários da região, participaram representantes das associações da abrangência da Regional Norte, como Araquari, Corupá, Garuva, Guaramirim, Itapoá, Jaraguá do Sul, Joinville, Massaranduba, São Francisco do Sul e Schroeder.

A principal queixa das lideranças é quanto à demora na execução de projetos como o da duplicação da BR-280, pleito reivindicado há mais de uma década e que somente nos últimos meses começou a se tornar realidade. O presidente da ACIJS Paulo Luiz Mattos lembrou que a morosidade representa prejuízos à economia da região, pelo custo a mais no escoamento da produção, inibindo inclusive novos investimentos, e também na questão da segurança dos usuários da rodovia. Outra crítica diz respeito aos processos licitatórios, que emperram em questões ambientais e judiciais, como é o caso do lote 1 da duplicação da BR-280 entre São Francisco do Sul e a BR-101.

\\\"São projetos com grande volume de investimentos e onde há intervenções importantes em áreas indígenas, na atenção ambiental, que exigem também muitas obras complementares, como órgão público o DNIT deve atender a todas as exigências\\\", comentou o superintendente do DNIT ao prestar esclarecimentos e se comprometer no encaminhamento dos pedidos apresentados no encontro. Vissilar Pretto assinalou que o DNIT alterou a forma de licitação por meio do Regime Diferenciado de Contratação e Leilão Eletrônico como forma de dar mais agilidade, e a expectativa é de que as obras sejam completadas nos prazos previstos.

Quanto à estadualização de trecho da BR-280 entre Guaramirim e Jaraguá os representantes do DNIT informaram que o Governo do Estado não entregou documentação necessária para a transferência do trecho de cerca de 9 quilômetros pela união, o que causou estranheza às lideranças, uma vez que a informação recebido do próprio governador Raimundo Colombo foi de que o processo não seria possível devido à entraves do governo federal. Sobre o elevado no trevo em Jaraguá que dá acesso a Schroeder, a expectativa do DNIT é de que após os serviços realizados pela Oi de mudança na linha de transmissão da operadora de telefonia, e do desvio de ramal pela SC-Gás, a obra ganhe impulso, embora o prazo de conclusão previsto para 2015 deva ser postergado. Na questão do canal do Linguado, em São Francisco, a informação é de que uma solução está em análise, com possibilidade de execução independente da duplicação, estimada em seus 74 quilômetros entre São Francisco do Sul a Jaraguá do Sul com custo de R$ 1, 1 bilhão.

Em relação à retirada da malha ferroviária que corta áreas urbanas nos municípios de São Francisco do Sul, Joinville, Guaramirim e Jaraguá, Vissilar Preto disse que os projetos anteriormente definidos foram suspensos em função de problemas técnicos e o processo deverá ser retomado a partir de 2015. \\\"Constatamos erros graves na montagem destes projetos, feitos pelas prefeituras, que tornam inviáveis quaisquer obras de mudança no traçado dos trilhos\\\", completou o engenheiro Antônio Bessa.






ACIJS – Associação Empresarial de Jaraguá do Sul
(47) 3275-7000 / [email protected] / www.twitter.com/acijs

Fazer download da galeria

Empresas Conveniadas

  • Nova Automação e Energia Solar
    Nova Automação e Energia Solar

    R. Manoel Francisco da Costa, 3131 - João Pessoa, Jaraguá do Sul - SC Fone: (47) 3370-1530 O desconto será no montante de 10% (dez por cento) para kit’s Geradores de Energia Fotovoltaica, aplicados a associados ACIJS.

  • Anhanguera
    Anhanguera

    Rua Major Júlio Ferreira, s/n – Vila Lalau Fone: (47) 2107-4700 Desconto de 20% para Associados da ACIJS.

  • UniCesumar + Skill Idiomas
    UniCesumar + Skill Idiomas

    Rua Marechal Deodoro, 972 - Centro Fone: (47) 3084-0484 Desconto de 20% para empresas associadas da ACIJS.

  • Supera Ginástica para o Cérebro
    Supera Ginástica para o Cérebro

    Rua: Luiz Kienen, 43 - Centro - Jaraguá do Sul Fone: (47)3054-4754 Desconto de 10% para palestras, workshops e treinamentos de curta duração e 20% na modalidade de curso presencial para associados da ACIJS.

  • Yázigi Internexus
    Yázigi Internexus

    Rua Presidente Epitácio Pessoa, 555 – Centro Fone: (47) 3055-0703 Desconto de 8% para Associados da ACIJS.

  • Católica de Santa Catarina
    Católica de Santa Catarina

    Rua dos Imigrantes, 500 - Rau Fone: (47) 3275-8200 Desconto de 15% para associados da ACIJS nos cursos da modalidade a distância - EAD.