aaa

Polícia Militar anuncia campanha de conscientização contra a violência doméstica

Estratégia e conceito da campanha foram apresentados pelo comando à diretoria da entidadeCrédito da foto Jean Rudolf/Seção de Comunicação Social do 14º BPM

O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Marcio Leandro Reisdorfer apresentou à diretoria da ACIJS na segunda-feira (24) uma nova campanha que a corporação realizará na comunidade, desta vez com foco na violência doméstica. Acompanhado do chefe da Seção de Comunicação Social, major Aires Volnei Pilonetto, o oficial detalhou a estratégia da ação e resultados que a PM espera obter com a iniciativa.

A campanha em torno da violência no lar conta a parceria da agência de comunicação Oodles, responsável pelo desenvolvimento do conceito, e busca contar com a adesão de segmentos da comunidade como os meios de comunicação, empresas e segmentos representativos.

Ao assegurar apoio à iniciativa, o presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Anselmo Luiz Jorge Ramos, lembrou o histórico envolvimento da classe empresarial com assuntos ligados a setores como saúde, educação e, especialmente, a segurança pública.

“Este engajamento a questões sociais é uma das atribuições que a nossa entidade tem como premissa, porque entendemos que estar integrados a ações desta natureza é uma forma de contribuir para que o município e região não apenas alcancem melhor qualidade de vida à sua população como também tenham uma melhoria do ambiente para os negócios. É uma condição importante para que as nossas empresas sejam naturalmente mais produtivas e nossa cidade conte com valores positivos no âmbito social”, observou.

Para o empresário, a campanha proposta pelo 14º BPM é assertiva ao considerar um aspecto importante no conceito de segurança e cidadania. “A segurança de maneira geral é fator sensível do ponto de vista da coletividade. Mas se por um lado temos percebido que os indicadores em relação a homicídios e a outras ocorrências são positivos na comparação com outras regiões, quanto se trata de violência no lar ainda devemos avançar no enfrentamento deste grave problema. É um tipo de violência difícil de ser combatido porque na maioria dos casos vítima e agressor convivem no mesmo teto e isto muitas vezes inibe as denúncias e a repressão. Há, portanto, uma dificuldade em se prevenir, e campanhas de conscientização são uma forma de adentrar nestes lares, por meio do esclarecimento a todos os familiares e de um trabalho diferenciado”, afirma Anselmo, ressaltando que a PM leva ao ambiente doméstico uma expertise que já apresenta resultados positivos no policiamento ostensivo realizado nas ruas.

Conforme o comando do 14º BPM, a expectativa é de que o lançamento da campanha ocorra ainda no mês de julho, tendo sempre como o principal objetivo, o amparo e acolhimento às mulheres que sofreram ou sofrem com a violência doméstica, seja ela física ou violência psicológica. [Com informações da Seção de Comunicação Social do 14º BPM]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *