Painel com a imprensa debate campanha eleitoral de 2018

Em parceria com as associações empresariais do Vale do Itapocu e as demais entidades do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul (Apevi, CDL e Sindicatos Patronais), a ACIJS deu início nesta segunda-feira (16) às discussões em torno das eleições de 2018.

Um painel com a participação de representantes de órgãos de comunicação discutiu como a região pode ter maior representatividade política. No debate foi defendida a necessidade de ações para motivar o eleitor a participar do próximo pleito, a conscientização ao voto útil, o incentivo a votos em candidatos com domicílio eleitoral no Vale do Itapocu, e a defesa de candidaturas comprometidas com a livre iniciativa, com o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável.

Participaram como debatedores Chico Schwamba (Rádio Jaraguá), Emerson Gonçalves (Rádio Brasil Novo), Jaílson Angeli (Rádio 105 FM), Sérgio Peron (Rádio Studio FM), Patrícia Moraes (Jornal o Correio do Povo) e Flávio José Brugnago (Jornal do Vale). Representantes das entidades ligadas ao setor empresarial, de segmentos comunitários, prefeituras, câmaras de vereadores, partidos políticos e associados formaram o público nos questionamentos aos painelistas.

O envolvimento da comunidade foi consenso entre os profissionais de imprensa ao destacarem a importância de ampliar o debate, mas também da conscientização da classe política. Todos os veículos de comunicação anunciaram apoio às iniciativas das entidades na campanha eleitoral 2018.

O presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Anselmo Ramos, destacou a iniciativa como o primeiro passo do que considera um esforço coletivo até o pleito eleitoral de outubro.

“Nossa intenção é buscar uma representação mais expressiva e de acordo com o que a região merece por sua expressão econômica. O debate foi positivo porque percebemos que há uma convergência nesta mesma direção, e acreditamos que se a comunidade juntar forças teremos possibilidades de resultados melhores nas eleições deste ano”, assinala Anselmo.

O empresário adiantou que as entidades pretendem colocar em prática ações para motivar os eleitores à regularizarem suas situações junto à Justiça Eleitoral, para incentivar o voto em candidatos da região, para que se evite o voto nulo ou em branco, e junto aos partidos políticos para que optem por uma nominata que privilegie mais a qualidade do que a quantidade.

“Com um número menor de concorrentes e concentrando os votos em candidatos identificados com a região, a expectativa é que possamos ter a eleição de pelo menos três deputados estaduais e dois deputados federais”, completa o empresário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *