aaa

Jaraguá do Sul integra projeto de eficiência na gestão pública

As linhas centrais do projeto que vem sendo desenvolvido em Santa Catarina com vistas à melhor eficiência da gestão pública, do qual Jaraguá do Sul faz parte, foram apresentadas na plenária da ACIJS-APEVI na segunda-feira pelo prefeito Dieter Janssen e pelos secretários Benyamin Parham Fard (Desenvolvimento Econômico) e Sérgio Kuchenbecker (Fazenda). O trabalho é realizado pelo consultor Vicente Falconi, do Centro de Liderança Pública (CLP), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público com sede em São Paulo contratada pelo Governo do Estado.

O trabalho de 12 meses estará focado na gestão fiscal, envolvendo capacitações e workshops para multiplicadores em setores estratégicos do município, além de treinamentos com os prefeitos. “É um programa intenso que estabelece um acompanhamento ao município quanto ao cumprimento das metas, por meio de indicadores que apoiarão as decisões da gestão. Envolve práticas de governança e utiliza recursos de Tecnologia de Informação que permitirá aos prefeitos condições de acompanhar com bases mais concretas o que se estabelece como metas da gestão pública em tempo real. O diagnóstico final apontará encaminhamentos no âmbito estadual e no ambiente municipal”, observa Benyamin.

beny-plenaria

O secretário lembrou que o trabalho está identificado com as ações do Governo do Estado previstas no projeto “Nova Economia SC”, que selecionou um grupo de municípios com o objetivo de estabelecer um eixo de desenvolvimento econômico e de reformulação da gestão pública, focando aspectos como redução das despesas, melhoria da arrecadação e utilização dos recursos financeiros, e a capacidade de investimento com base no orçamento municipal.

dieter-plenaria

Para o prefeito Dieter, o trabalho é de grande importância para a modernização das práticas de gestão. Ele apontou providências que vêm sendo tomadas em Jaraguá do Sul como reflexo dos parâmetros estabelecidos a partir das novas diretrizes. Ele disse que já pode contabilizar resultados, destacando a capacidade de investimentos do município com base no orçamento, que no início da administração era de 3%, atualmente é de 5%, com meta de alcançar 15%. “Estamos priorizando ações na gestão financeira e os investimentos nas áreas da mobilidade, da saúde e educação. Conseguimos melhorar a gestão dos processos internos da prefeitura, com diminuição das despesas, criação de indicadores de desempenho com foco na gestão por meritocracia e a enxugamento da máquina administrativa”, assinala. Deu como exemplos a reorganização de atividades do Codejas, que vinha gerando um prejuízo mensal de R$ 100 mil por mês, e a redução da estrutura de 22 para 16 secretarias.

Benyamin destacou ainda o envolvimento da iniciativa privada de Jaraguá do Sul, por meio do Centro Empresarial, apoiando o Governo do Estado na implementação do projeto de modernização da gestão pública. Segundo ele, o setor produtivo mais uma vez demonstra sua preocupação quanto às boas práticas no poder público, dando exemplos que vão se refletir em mais qualidade para os municípios e Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *