Hospital São José apresenta resultados na plenária ACIJS-APEVI

A direção do Hospital e Maternidade São José participou da plenária da ACIJS-APEVI na segunda-feira, dia 6, para apresentar um balanço dos resultados alcançados em 2014 e as projeções para 2015.

Ivanildo Paulo Krause. Foto: Flavio Ueta

O relato foi feito por Ivanildo Paulo Krause, tesoureiro da Associação Hospitalar São José, mantenedora da instituição, destacando o caráter filantrópico e o envolvimento social ao longo do ano. Segundo ele, o hospital conta com 202 leitos e estrutura voltado ao atendimento em clínica médica, cirúrgica, obstetrícia, terapia intensiva adulta, diagnósticos por imagens de alta definição e atendimentos de urgência e emergência, sendo referência em alta complexidade nas especialidades de oncologia, neurocirurgia, ortopedia e traumatologia.Confira aqui a apresentação em PDF.

História

Fundado em 1936, até 2004 o hospital tinha no comando de sua gestão a Sociedade Divina Providência. Naquele ano, a diretoria da ACIJS foi procurada pelas religiosas, sendo formalizado termo de cooperação visando à recuperação financeira e administrativa, e posteriormente dando início à modernização da estrutura de atendimento.

Em 2010, a gestão passou a ser da Associação Hospitalar São José, criada para esta finalidade. Em 2013, o hospital recebeu credenciamento do Ministério da Saúde como unidade de residência médica, com vistas à atender a requisito para a instalação da futura faculdade de medicina no município. Em 2014, o hospital recebeu certificado como entidade de caráter filantrópico e de utilidade pública estadual.

Do período de 1936 a 2015, o hospital passou por diversas fases, mas o último investimento significativo antes da parceria com a ACIJS havia sido realizado em 1960. A partir de 2004, a instituição passou a receber investimentos que somaram mais de R$ 50 milhões, iniciando em 2015 as obras previstas no plano diretor definido quando a ACIJS passou a participar da gestão.

O hospital conta com 825 colaboradores, dos quais 608 são funcionários, 189 são médicos credenciados e 28 são médicos contratados.

Balanço

O balanço de atividades registrou 72.333 atendimentos no Pronto Socorro em 2014, dos quais 87,35% via Sistema Único de Saúde, 12,28% em convênios e 0,37% particulares; em termos de internações, o número atinge 11.533, sendo 56,62% pelo SUS, 37,56% por meio de convênios e 5,82% a particulares. Quanto à cirurgias, foram 11.616, sendo 47,64% via SUS, 42,66% por convênios e 9,70% a particulares. A ocupação média de leitos, em 2014, foi de 85%.

Em 2014, de acordo com o relatório, foram aplicados R$ 6.315.726,07 em obras e equipamentos. Até 2016, com a previsão de conclusão do plano diretor, devem ser investidos mais R$ 14 milhões em projetos como o ambulatório de especialidades, um novo complexo de internação, pronto atendimento de convênios, prédio da administração e o novo layout da recepção geral. Outra meta é a obtenção de credenciamento junto ao Ministério da Saúde como unidade de transplantes.

Ampliação

Com a conclusão do plano diretor, o hospital ampliará significativamente sua estrutura, passando de 15.610 metros quadrados para 22.792 metros quadrados de área construída, de 202 para 306 leitos, de 17 para 30 leitos de UTIs, e o estacionamento passando de 171 para 261 vagas.

Para o presidente do Conselho de Administração Vicente Donini, o hospital busca uma gestão que assegure eficiência e qualidade, destacando o empenho da classe empresarial e o envolvimento da comunidade e poder público como razões do sucesso alcançado nos últimos anos.

Presidente do Conselho de Administração do Hospital, Vicente Donini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *