Feirão do Imposto: participe do abaixo-assinado que pede a gestão eficiente dos recursos arrecadados no Brasil

Ao chegar na Anhanguera, em Jaraguá do Sul, na noite desta quarta-feira, Cleiton Zapelini Espíndola, 33 anos, logo se interessou pelo o que estava acontecendo já na entrada da faculdade. Banners, explicações e mobilização. Era o Feirão do Imposto realizado pelo Núcleo de Jovens Empreendedores Acijs-Apevi.

– Nossa assinatura vai para frente? Temos que fazer algo para melhorar, né? – indicou.

O acadêmico fez sua parte: colocou seu nome no abaixo-assinado do Movimento Brasil Eficiente, (www.brasileficiente.org.br), que luta pela simplificação dos impostos e pela gestão eficiente dos recursos dos governos. Em Jaraguá do Sul, o movimento tem ampla divulgação através do Núcleo de Jovens.

– A questão não é somente a alta carga tributária. E sim a aplicação do nosso dinheiro. Sinto que temos muitos gastos e pouco retorno em serviços essenciais – avaliou o estudante.

Blog feirão do imposto

E para responder Cleiton, sim! A assinatura vai para frente! Jaraguá tem como meta arrecadar 7 mil assinaturas. Grupos no País inteiro, através principalmente das associações empresariais, levantam a bandeira pela causa. É preciso de um milhão de assinaturas para que a proposta de redução de carga tributária por meio da Simplificação Fiscal e da Gestão Pública Eficiente vire um projeto lei. Acredita na ideia também? Então clique aqui para entrar no site do Movimento Brasil Eficiente e faça sua assinatura online. Tenha documentos como RG e CPF em mãos.

Se preferir, o Núcleo de Jovens Empreendedores estará ainda nesta quinta-feira na Faculdade Anhanguera. Na quarta, eles também sensibilizaram os acadêmicos da Faculdade Jangada. Nesta primeira noite, foram mais de 200 assinaturas coletadas.

Na semana que vem, de segunda a quinta-feira (24 a 27 de novembro) os nucleados estarão percorrendo todas as salas de aula da Católica SC para explicar sobre o movimento e para pedir que os alunos participem da luta pela redução de impostos.

– No Chile, por exemplo, se paga hoje uma taxa única pelos produtos. No Brasil, eles são tributados duas vezes ou mais. Queremos uma simplificação. Além de que, os recursos arrecadados hoje são mal geridos. Isso é perceptível ao avaliarmos as condições da educação, saúde e segurança em nosso País – observa a coordenadora de ações sociais do Núcleo de Jovens Empreendedores, Sarah Weber.

Blog feirão

Programe-se:

20 de novembro, quinta-feira:
Faculdade Anhanguera.

24 a 28 de novembro, segunda a quinta-feira:
Católica de Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *