Novas tecnologias trazem mudanças na realidade das pessoas e no mercado global

O avanço da tecnologia no dia a dia das empresas e seus reflexos no mercado foi tema de palestra de Rodrigo Damiano, diretor da PwC Brasil na plenária da ACIJS na segunda-feira, dia 20, no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul.

O executivo, que lidera no País os trabalhos da consultoria internacional nos projetos de Supply Chain, planejamento integrado, sourcing/procurement, logística (transporte e armazenagem) e manufatura, fez um relato sobre o impacto da indústria 4.0 e como o desenvolvimento das novas tecnologias altera os modelos de produção e o comportamento do consumidor.

Rodrigo foi acompanhado na palestra por Caren Machohin, também da PwC Brasil, destacando que embora esteja na pauta das corporações, o tema ainda é recente. Surgiu no começo dos anos 2000 na Alemanha em função do momento econômico daquele país, a partir do debate sobre como tornar possível à indústria adquirir uma maior capacidade de enfrentamento da concorrência, principalmente em relação aos países asiáticos.

Explica que a Alemanha passou a discutir o assunto a partir de uma nova evolução da manufatura industrial com ênfase na automação no processo fabril de maneira integrada às cadeias de valor. “É preciso analisar a evolução da indústria sob a perspectiva do cliente ou consumidor, hoje cada vez com mais poder e capacidade de avaliar como deseja ver atendidas as suas demandas”, observa Rodrigo.

Para o consultor, um dos aspectos é a possibilidade de a indústria enxergar as pessoas como cidadãos, muito mais do que antes quando eram percebidas unicamente como clientes. Neste sentido, as novas tecnologias que surgem rapidamente, fazendo com que algumas características sejam valorizadas sobre outros atributos, representem ganho aos usuários a partir da maior capacidade de processamento das informações.

Os estudos realizados pela consultoria mostram que há uma maior velocidade e capacidade de resolução de dados no processamento das informações, com o uso de dispositivos móveis que hoje consomem mais de 60% do tempo utilizado na internet no Brasil. A população de pessoas que já se utilizam de equipamentos como smartphones, no País, já é de 94 milhões.

“É um novo ambiente de negócios no Brasil, seguindo a tendência global”, comenta Caren Machohin. Segundo ela, fica claro cada vez mais que as pessoas mudam as suas relações com o mercado, inclusive no caso de pessoas de gerações que conviviam com o ambiente anterior. Rodrigo completa dizendo que o desafio é utilizar adequadamente os recursos para potencializar os negócios pelas empresas. “Fazer bom uso dos dados pode trazer resultados para as empresas e para as pessoas. Há um potencial estrondoso de utilização destas novas tecnologias”, resume.

Confira a íntegra da palestra >> https://youtu.be/34dnwfKU3KM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *