Centro de Inovação traz novas perspectivas para a economia da região

A implantação do Centro de Inovação de Jaraguá do Sul, nesta sexta-feira (15), representa um marco importante para a economia da região Norte/Nordeste de Santa Catarina. Iniciativa do Governo do Estado, o projeto conta com o envolvimento do setor privado e de instituições de ensino, o que pode trazer maior valor ao perfil econômico a partir do desenvolvimento de novos negócios.

O presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Anselmo Ramos (foto), diz que a consolidação do Centro de Inovação atende uma demanda levantada pela entidade no início da década de 1990. O empresário lembra que o Projeto Jaraguá 2010, orientando discussões sobre o futuro da região, já vislumbrava naquela época a necessidade de buscar oportunidades voltadas ao desenvolvimento sustentável.

“Se tinha em mente desde então que precisaríamos criar alternativas viáveis que aliassem à uma matriz econômica bem-sucedida, como a de Jaraguá e outros municípios da região, outros conceitos mais avançados não só de tecnologia, mas principalmente de inovação”, ressalta Ramos.

A aproximação com centros de ensino, avalia Ramos, permitirá resultados efetivos no desenvolvimento de negócios que surjam na incubação, lembrando que “grandes empresas de tecnologia em nível global foram resultado dessa sinergia em que há a vocação do empreendedorismo inovador apoiada na expertise de universidades e centros de pesquisa”, acentua o empresário.

Anselmo assinala ainda a atuação integrada de vários segmentos para a formatação do Centro de Inovação, o que resultou em março deste ano, durante assembleia realizada na Associação Empresarial, na criação de uma associação para gerir o empreendimento.

Na ocasião, foi aprovado o estatuto e houve a eleição do engenheiro Moacyr Rogério Sens, com reconhecido envolvimento na área, para a presidência, liderando um processo de definição do modelo de gestão até a composição efetiva da sua primeira diretoria.

Moacyr Sens destaca a importância do momento para o município, que segundo ele consolida um modelo de gestão que soma esforços do governo, do setor produtivo e da academia.

“A formatação do Centro de Inovação, com a sua constituição efetiva, vai permitir aglutinar forças e representar as aspirações dos segmentos que contribuem para que este projeto se torne realidade”, resumiu. Sens define o Centro de Inovação como um ambiente onde a inovação e as grandes iniciativas se conectam como um ecossistema que vai promover um novo formato empreendedorismo, porém, integrado à matriz econômica já existente.

Como princípios norteadores da atuação do espaço, ele destaca a criação de uma cultura inovadora e empreendedora, de geração e escala de negócios inovadores, e o fortalecimento de setores estratégicos para a região.

Para o deputado estadual Carlos Chiodini, que na condição de secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável participou do projeto de implantação do espaço, a estrutura que se buscou em Jaraguá também inovadora quanto à gestão do ambiente de inovação.

Entende que se trata de um modelo de governança eficaz que contribuirá para que se desenvolva de forma ainda mais intensa uma cultura de inovação que já faz parte do perfil empreendedor de a região.

Célio Bayer, vice-presidente da FIESC na região, assinala a importância do projeto para que a região retome posições de destaque que já ocupou na economia estadual. “Jaraguá do Sul já foi a quinta economia do Estado, caiu para a sétima posição e hoje somos o nono município economicamente mais ativo. Em renda per capita, o quadro também mostra retração, já estivemos entre as nove rendas per capita no Estado e hoje ocupamos a 44ª posição”, diz Célio Bayer.

Ele ainda afirma que o empreendimento é uma oportunidade de mudança de atitude, repensando a matriz econômica, “fortalecendo a base da indústria que tradicionalmente sempre foi bem-sucedida, mas agregando a inovação e os novos conceitos de tecnologia que vão estar integrados cada vez mais a partir de agora”.

Segunda unidade no estado

O Centro de Inovação de Jaraguá do Sul será oficialmente inaugurado hoje às 15h30, durante solenidade que deverá contar com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira, e de lideranças da região.

Esta será a segunda unidade, dos 13 Centros de Inovação que o estado pretende instalar em municípios de maior concentração de atividade econômica, como forma de estimular o empreendedorismo em Santa Catarina – o primeiro deles está instalado em Lages e foi inaugurado há dois anos.

O Centro de Inovação está localizado entre os bairros Rau e Três Rios do Sul. Ocupa um prédio com 4 pisos numa área total de 7.216,60 metros quadrados, sendo 2.700 metros quadrados de área construída dedicada à área de incubação, e investimento de R$ 5.637.394,72 na primeira etapa, de um total previsto de R$ 8 milhões.

Depois de entregue a parte física do empreendimento, a expectativa é que o Centro de Inovação de Jaraguá do Sul entre em operação no início do segundo semestre deste ano, com o ingresso de projetos e empresas a serem incubadas por meio de edital.

O projeto faz parte do futuro Distrito de Inovação do município, onde também estarão concentradas outras iniciativas voltadas ao desenvolvimento de tecnologias e de estímulo à inovação como o Centro UP e Instituto Senai de Tecnologia, aproximando também instituições de ensino como SENAC, Instituto Federal de Educação, Católica de Santa Catarina e o JaraguaTec, já instalados no seu entorno.

O projeto integra, além do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, e Prefeitura, entidades como ACIJS, APEVI, FIESC, e instituições como SENAC, SENAI, IFSC, Católica SC, ACATE e Fundação Certi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *