aaa

“Brasil ainda engatinha no uso da internet por empresas”, diz especialista

Quando o assunto é mídia e as diversas formas de comunicação digital, recomenda-se ao empresário brasileiro experimentar e não ter receio de cometer equívocos. A opinião é do professor Randy Rachwal, da FAE Business School, de Curitiba, ao falar sobre o assunto na reunião da ACIJS e APEVI de segunda-feira, dia 2. Doutorando em comunicação e linguagem, ele falou sobre revolução digital e mídias sociais, destacando aspectos da relação das empresas com clientes e mercado, a partir do panorama geral da internet hoje no Brasil. Veja os slides da apresentação.

Na opinião do especialista a experiência de se relacionar de maneira on line ainda é nova para muitas empresas que buscam maior visibilidade para as suas marcas a partir das plataformas digitais. “O empresário já percebe a possibilidade de tirar proveito do meio digital, porém, como isso ainda é recente, pois o Brasil ainda está engatinhando em termos de internet, é natural cometer equívocos ou ir por caminhos errados que por vezes não apresentam os resultados esperados”, assinalou Randy Rachwal. Segundo ele, normalmente a expectativa do empresário em relação à mídia on line é extremamente elevada e por não saber medir o investimento realizado em relação ao retorno que buscava julga que o resultado não é positivo.

Professor Randy Rachwal, da FAE Business School

Professor Randy Rachwal, da FAE Business School

Para o professor, quando o assunto é comunicação é preciso ser persistente. Primeiro de tudo recomenda que o empresário experimente as ferramentas com convicção, mas sem receio. A busca esse conhecimento, que ele aponta como novo, deve ser contínuo, sem preocupação demasiada com eventuais desvios causados por essa falta de mais vivência no mundo virtual. Neste processo, recomenda que se conheça as experiências dos grandes players do mercado on line e se possa aprender com essas empresas sobre como se comportar e se relacionar com o meio digital, adaptando a ação que a empresa desenvolve com o tamanho do mercado que espera alcançar. Por outro lado, assinala, é extremamente importante ter em mente que a comunicação on line não se esgota. “Você tem muito mais chances de conseguir sucesso se manter sua marca num processo contínuo de relacionamento digital, associado a algum tema que promova de maneira permanente, porém, sem abrir mão da sua comunicação física, que faz parte da vida que as pessoas levam”, observa.

Randy Rachwal completa lembrando que a sustentabilidade de qualquer empresa ou negócio passa pela credibilidade na sua relação com o mercado. “A palavra-chave é excelência e competência, seja na vida física ou na vida on line das empresas.  A grande diferença entre as duas formas de comunicação é que ao contrário do meio físico, na mídia on line o consumidor tem voz, e se ele se sentir prejudicado ou não ter respostas irá expor a marca e isso pode gerar problemas para a empresa”.

Complementando a agenda da plenária semanal, o diretor do jornal O Correio do Povo, Nelson Pereira, apresentou durante o Espaço das Marcas o novo portal do veículo e comentou sobre os investimentos realizados pela empresa para ampliar sua participação no mercado regional. Segundo ele, o Correio do Povo conta 95 anos de existência e é o periódico regional mais antigo em circulação em Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *