aaa

Associação Jaraguá Mais Saudável é oficializada com o objetivo de mobilizar a comunidade para elevar indicadores de qualidade de vida

Implantação do programa Jaraguá Mais Saudável teve início em 2016 e desde então vem mobilizando diversos segmentos da comunidade

 

Organizar e sistematizar ações que estimulem a comunidade à mudança de hábitos, que proporcionem melhor qualidade de vida e a elevação de indicadores como longevidade e a produtividade, atuando junto com o poder público e entidades da sociedade civil, são alguns dos propósitos da Associação Jaraguá Mais Saudável, uma Organização Social sem fins lucrativos criada oficialmente nesta segunda-feira (22).

Resultado de uma mobilização que envolve vários segmentos desde 2016, a Associação Jaraguá Mais Saudável materializa em nível local as propostas alinhadas às chamadas Blue Zones, que levam em conta experiências de outras regiões no mundo inteiro onde as populações são mais longevas e produtivas a partir da adoção de práticas saudáveis e relacionadas a fatores como alimentação equilibrada, práticas de exercícios físicos regulares e constantes, além da crença a valores espirituais.

A formalização de uma entidade que abrigue o programa constitui um momento emblemático para o município, avalia o empresário Giuliano Donini, eleito presidente da Associação Jaraguá Mais Saudável. À frente da diretoria da ACIJS quando a ideia de implementar em Jaraguá um projeto tendo como modelo as Blue Zones, ele destaca a assertividade da iniciativa.

“Quando conhecemos os princípios que orientam as Blue Zones percebemos que já reuníamos aqui mesmo as condições para colocar em prática algo semelhante, precisaríamos engajar a comunidade e desde então isto vem sendo feito, agora formatado com uma entidade que fará a gestão do programa”, assinala Giuliano Donini, eleito para a presidência da Associação Jaraguá Mais Saudável

 

Desde que a ideia foi lançada em 2016, e com reuniões de trabalho realizadas ao longo dos dois últimos anos, cerca de 100 pessoas se envolveram com a proposta do Jaraguá Mais Saudável. São representantes do setor produtivo (indústria, comércio e serviços), de associações de moradores, entidades de classe, Polícia Militar, das igrejas católica e luterana, instituições de ensino e do poder público.

A partir das primeiras reuniões, foi formado um grupo de trabalho que identificou as atribuições e necessidades para a viabilização da Associação, que terá como principal objetivo integrar estes segmentos de maneira organizada e sistematizada. “Agora precisamos buscar o engajamento da sociedade, para que as pessoas se sintam participantes deste projeto na medida em que se envolvam e sejam disseminadoras dos seus propósitos”, pondera Giuliano Donini.

Conforme o estatuto aprovado na assembleia realizada durante o Encontro Empresarial da ACIJS, a Associação Jaraguá do Sul tem como objetivo “apoiar o programa Jaraguá Mais Saudável, visando o seu desenvolvimento e multiplicação, através da interação entre sociedade civil, setor produtivo, poder público, igreja e academia”. A diretoria é formada por uma diretoria executiva e pelos conselhos Deliberativo e Fiscal, representantes da classe empresarial, do poder público e da comunidade, com mandato de 3 anos.

Como primeira resolução do programa, foi definido que o bairro Ilha da Figueira será o local de desenvolvimento da intervenção inicial do Jaraguá Mais Saudável. Conforme o gerente executivo do SESI, Jefferson Galdino, que também integra a diretoria eleita, a Ilha da Figueira foi escolhida por sua densidade demográfica, pelas características como polo de indústria e comércio, e por apresentar indicadores que merecem a atenção.

“Temos ali um elevado índice de mortes prematuras por doenças crônicas que está acima da média no município, muitas destas doenças são associadas à falta de hábitos saudáveis e que sugerem uma mudança de comportamento. Com base nestas características, é um local que servirá como piloto para avaliarmos os primeiros passos do programa, corrigindo o que for preciso, para depois levarmos a outras regiões”, comenta. Ele lembra que todas as atividades propostas serão discutidas e implementadas pela comunidade, o que irá assegurar a sustentabilidade de todo o programa no município.

“É um projeto sem precedentes, que segundo a Associação Brasileira de Qualidade de Vida é inédito no País justamente porque ele reúne os vários segmentos atuantes na sociedade”, afirma o gerente executivo do SESI Jefferson Galdino

 

O presidente da ACIJS e do Centro Empresarial, Anselmo Luiz Jorge Ramos, aponta a mobilização da comunidade como um elemento decisivo para a criação da Associação Jaraguá Mais Saudável. Cita que a Prefeitura, FIESC (por meio do SESI) e Prefeitura tenham liderado as discussões para que o programa seja viabilizado, isto só foi possível graças ao envolvimento de setores da sociedade. “É uma ação do município, não de uma entidade ou de uma administração pública, e isto assegura a perspectiva de um bom encaminhamento quanto aos objetivos de termos uma comunidade mais saudável, longeva e produtiva, que formam o eixo central do projeto”, pondera.

O empresário Vicente Donini, ex-presidente da ACIJS e membro do Conselho Superior da entidade, segue a mesma linha de raciocínio. Destaca que a partir do surgimento da Associação Jaraguá Mais Saudável é importante que as informações sejam disseminadas no âmbito das empresas, onde estão os trabalhadores que podem levar a proposta às suas famílias, mas também em todos os ambientes da comunidade. “É preciso que todos nós abracemos este projeto, como tem havido até aqui com a participação dos agentes econômicos, das lideranças de vários setores. É este engajamento que levará a cidade a ser uma cidade mais longeva e feliz”, ressalta Donini, para quem a sociedade avança quando as pessoas se preocupam com o corpo, com a alma e com a mente.

Iniciativa de implantar o programa Jaraguá Mais Saudável mobilizou o poder público, iniciativa privada e segmentos organizados da comunidade

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *