Respeitar vontades e desejos da pessoa deficiente é fundamental para a inclusão, diz estilista